Happy

Há tempos que tenho falado sobre a importância das pequenas e médias empresas como motor da economia.

Apesar de não faturarem bilhões ou manter milhares de funcionários, são estas as empresas que garantem a maior parte dos empregos formais do Brasil, representam uma parcela considerável do PIB, garantem a criação do que chamamos de “novos empregos” e, por último, mas não menos importante, são as empresas que menos demitem em épocas de crise.

Mas até pela minha rede de contatos, meu foco sempre foi mais voltado para as grandes corporações. Até porque, antigamente eram as únicas que tinham histórico para investir em inovação. Mas isso mudou, hoje a inovação vem de todos os lados.

Graças ao Makers, nos últimos 5 anos acabei me aproximando muito das startups e fazendo mentoria e consultoria para uma série delas, a maioria ligada aos temas mais inovadores como Internet das Coisas, Realidade Virtual, Inteligência Artificial, Impressão 3D, drones etc. É um universo novo, uma cultura nova, um ambiente mercadológico com fígado e estômago completamente diferentes. Uma experiência muito rica especialmente quando consigo fazer a ponte delas com grandes corporações.

A novidade é que nos últimos meses comecei a atender também empresas de médio porte, ou seja, empresas que faturam de 4 a 100 milhões ano.

Além da adequação de valores (não rola cobrar o mesmo que cobro de uma grande corporação), o perfil da ajuda também muda muito, pois são necessidades distintas das startups ou das grandes corporações.

Porém fiquei positivamente impressionado do quanto isso tem sido gratificante. Estou conhecendo empresas que, apesar de estarem longe do hype das startups (e do poder das grandes), têm muito a nos ensinar e nos encantar.

Empresas com excelência no atendimento ao cliente, que se reinventam ao longo dos anos, que se preocupam — e investem verdadeiramente — na felicidade de seus funcionários, que estão crescendo mesmo com a crise e todos os desafios impostos pela situação política e social.

Enfim, empresas que estão mostrando que manter os funcionários felizes, ter transparência e manter o cliente super satisfeito não é nada incompatível com crescimento e lucratividade.

Então agora, junto com as grandes corporações — que eu também amo 😀 — como Renner, Itaú, Vitacon, Intel, Unilever e tantos outros gigantes, tenho orgulho de adicionar na lista de clientes atendidos, empresas como Flix Media, GTM Cenografia e Kolekto.

Comento um pouco sobre elas abaixo.

Disparada a maior e melhor empresa de cenografia do Brasil. Palcos corporativos, shows e tudo mais o que você puder imaginar de experiência no ambiente físico.

Estão completando 25 anos de vida com uma equipe e uma fábrica enorme e maravilhosa. Uma empresa que quem namora quer casar, e isso não é uma expressão jogada ao vento. Pensou em algo grande, eles são a única opção, pensou em algo menor, eles são a melhor opção.

E agora crescendo bastante também com soluções para retail (PDV, lojas, vitrines etc.) com a qualidade e inovação dos projetos gigantes. Então vale muito conhecer o trabalho deles.

http://gtmcenografia.com.br/

O maior canal de cinema da América Latina.

Parece meio óbvio agora, mas eu descobri que o cinema é o principal (e mais barato) meio de entretenimento da população brasileira. A gente que costuma ir naquela sala super cara acha que é coisa de rico, mas não percebe como o meio é importante para a cultura e entretenimento do brasileiro.

E o cinema não para de crescer. A audiência vai muito bem, obrigado. Achei que eram poucos blockbusters, mas ano passado foram mais de 40. E este ano já começou bem, com boas surpresas como Black Panther.

A Flix é a empresa certa na hora certa. Como parte da consultoria, entrevistei vários mídias e líderes de agências e anunciantes. Todos sem exceção disseram que amam a empresa. Incrível como excelência gera resultado.

Este ano com a entrada de UCI, agora com todos os grandes exibidores estão preparando alguns pacotes MUITO (em caixa alta) interessantes e evoluindo a entrega com dados e tudo mais. E não apenas com mídia tela, mas com ações de conteúdo, sampling, naming rights, geração de fluxo em lojas e muito mais.

Se a sua marca não estava pensando em cinema, vale repensar e olhar para o meio com carinho.

http://www.flixmedia.com.br/


Salesforce consulting partner líder no setor automobilístico e agora entrando fortemente em outros setores.

Eles fazem desenvolvimento, suporte e projetos complexos multi-nuvem, inclusive enriquecendo e atualizando bases de dados para construção e automação de jornadas.

A experiência com um setor avançado e competitivo como o automobilístico pode ajudar muito em outros setores. Sugiro fortemente um papo com eles.

http://kolekto.com.br/

Procurar