O futuro já chegou, ele só não está bem distribuído ainda.

Esta frase é do romancista de ficção científica William Gibson. Ela retrata bem o momento que vivemos.

Queremos fazer o movimento Makers acontecer no Brasil. Não quer dizer que ele só irá existir com a nossa participação, mas acreditamos que podemos dar uma contribuição substancial.

Nossa missão é dar mais poder para os talentos brasileiros.

Não importa se este talento é um dentista, psicólogo, designer, engenheiro, criança, adulto, jovem, aposentado, homem ou mulher.

E o primeiro e principal gargalo para isso acontecer é fazer as pessoas acreditarem que podem. Fomos adestrados a acreditar que não podemos mudar o mundo a nossa volta porque antigamente isso era, de certa forma, realidade. Mas a internet (e outras mudanças) trouxeram poder para as pessoas. Estamos entrando em uma nova fase de revolução: a democratização da inovação. Uma mudança que começou com a internet e agora está tomando o mundo físico.

Nas escolas, nas empresas e nos cursos abertos, nosso trabalho é provar que isso é possível, mostrar o caminho e dar o suporte necessário para que estes talentos possam fazer mais e ir além.

Quando isso acontecer, teremos impacto em muitas frentes, fortalecendo o indivíduo no ponto de vista econômico, social e intelectual.

Não sabemos onde isso vai dar, mas acreditamos que temos o poder para influenciar e acelerar esta evolução. E apostamos que podemos ser sustentáveis fazendo isso, tendo lucro, ainda que este não seja o nosso objetivo principal, mas sim um dos resíduos positivos do nosso trabalho.

Procurar